Jacob Goldstein Escapando da Contribuição

Izzy Blumberg estava encarregado de arrecadar fundos para a ampliação da Sinagoga e foi visitar Jacob Goldstein, um rico empresário.

Era a primeira vez que Izzy fazia aquele trabalho, e foi avisado de que Jacob era conhecido tanto pela fortuna como pela resistência em atender os pedidos de ajuda para as causas comunitárias.

Chegando no escritório de Goldstein, Izzy saudou-o da maneira costumeira:
– “Shalom Aleichem (•) senhor Goldstein. Como o senhor sabe, estamos empenhados em fazer a reforma de nossa velha Sinagoga e eu estava pensando se uma pessoa tão bem sucedida como o senhor não poderia fazer uma generosa contribuição”.

Jacob respondeu:
– “Meu nome é Gold, não Goldstein, e eu não sou judeu”. 

Izzy, espantado, perguntou:
– “Está certo disso?”

A resposta de Jacob foi incisiva:
– “Sim, é claro que tenho certeza”.

Pegando as fichas que trazia consigo, Izzy insistiu:
– “Olhe, senhor Goldstein, eu assumi esse trabalho há pouco tempo, mas tenho seu nome registrado como membro da comunidade e sei  que esses dados são corretos”.

Diante daquilo, Jacob tentou esclarecer:
– Pela última vez, vou te dizer: eu não sou judeu, meu pai não é judeu e meu avô, alav ha-shalom (°) também não era judeu!

(•) saudação que significa “a paz sobre vós”.

(°) é uma forma de se referir a uma pessoa já falecida, significando “a paz esteja com ele”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *