Serviço de Aconselhamento de Mães Judias

Hoje responderemos a pergunta da pessoa que se identifica como “Mãe Angustiada de Boston”:

“Nosso filho tem 50 anos e nunca se casou. Ele é muito liberal e um mês atrás conheceu uma mulher divorciada com 11 filhos de um casamento anterior. Não estou dizendo que é muito, mas vocês não acham que o útero de uma mulher assim devia estar no Museu de História Natural? Só que agora os dois parecem estar com uma pressa incomum para se casar. Entende o que quero dizer? Minhas preocupações são muitas. Primeiro, ela é uma dona de casa sem formação superior e trabalha como vendedora de cosméticos, e meu filho é um talentoso músico clássico. Além disso, estou preocupada com as diferenças sociais entre eles, embora eu respeite todas as pessoas, não importa no que trabalhem. Já o aconselhei a procurar uma alma gêmea judaica mais compatível, mas ele não me ouve. Estou angustiada porque ele já ameaçou sair de casa e casar contra a minha vontade. Qual é o conselho que podem dar para uma mãe judia sobre esta situação? O que é considerado nos dias de hoje como um prazo razoável para se conhecer alguém antes de decidir fugir e se casar?”

Resposta:

“Aos 50 anos, seu filho em breve terá idade suficiente para decidir sobre o tipo de vida que deseja para ele. Para não alongar muito a conversa, podemos lhe dizer que a vida não é como novela e não existe uma idade estabelecida para tudo. Suas opiniões sobre a namorada do seu filho parecem ser um pouco duras, então vamos deixar bem claro: logo ele estará com 51 anos e pronto para sair de casa! Até lá você terá muito tempo para se preocupar”.


 

 

One thought on “Serviço de Aconselhamento de Mães Judias

  • lupercio

    aos 16 anos meu pai mandou-me trabalhar, o Juiz autorizou, aos 51 estava aposentado, com quatro filhos adultos, etc. Que história é essa de aconselhar, nesse sentido,

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *