A Dolorosa Sinceridade do Filho do Rabino

O filho do Rabino, ainda pequeno, entrou no escritório do pai e disse:
– “Pai, eu vi que sempre que você chega na Sinagoga, no sábado pela manhã, beija a Arca da Torá e reza, né? Porque você faz isso?

E o pai respondeu:
– “Eu faço isso por respeito a D-us e para pedir que Ele me ajude a fazer um bom sermão.

E o menino, com a franqueza infantil:
– “Ah, entendi. Mas nem sempre Ele te atende, né?

3 thoughts on “A Dolorosa Sinceridade do Filho do Rabino

  • Avatar
    Ruth Fisbein

    Que linda a inocência………..

    Responder
  • Avatar
    PEDRO AUGUSTO SCHWAB

    kkkk

    Responder
  • Avatar
    Marlu

    Muito boa!

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *