Dando à luz no shabat

Um jovem casal de judeus religiosos de Nova York, Saul e Débora, estava esperando o primeiro bebê.

Débora entrou em trabalho de parto numa 6ª feira a noite, quando já tinha começado o Shabat, o dia de descanso dos judeus.

Como os judeus religiosos não dirigem seus automóveis no Shabat, Saul decidiu chamar um táxi.

Ligou para a central e pediu urgência, explicando a razão, e disse que preferia que mandassem um motorista não judeu.

Saul agiu dessa forma para minimizar a transgressão ao preceito, já que estaria evitando que um outro judeu violasse o Shabat.

O táxi chegou rápido ao endereço, e quando estavam embarcando, Saul e Débora ouviram o operador da central perguntar ao motorista pelo rádio:
– “Já pegou os antissemitas?”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *