David Na Porta do Paraíso (Uma Fábula Judaica)

David, um homem muito rico, sabia que estava próximo da morte. E por conta disso andava muito triste porque havia trabalhado arduamente e queria levar para o céu o dinheiro que havia conseguido.

Desde que sentiu-se doente, David passou a rezar fervorosamente pedindo a D-us que permitisse levar sua fortuna com ele. A insistência foi tanta que um Anjo apareceu e explicou que aquilo não era permitido.

David, um ótimo negociante e argumentador, pediu ao Anjo que falasse com D-us para abrir uma exceção.

Enquanto isso, continuou a rezar.

Finalmente o Anjo voltou e disse que D-us examinou os registros, viu que ele sempre tinha sido um homem generoso e diante disso autorizou que levasse uma mala com ele.
– “Mas só uma mala” – insistiu o Anjo.

David ficou muito feliz.

Transformou todos os bens em barras de ouro, encheu uma valise com elas e a deixou bem ao lado da cama. Assim, logo após a morte, apareceu nos portões do Paraíso.

O guardião dos portões, o Anjo Gabriel, ao ver a mala, segurou David:
– “O senhor não pode entrar aqui com essa mala.”

Mais uma vez David argumentou:
– “Pode consultar teu superior, estou autorizado por D-us.”

Gabriel entrou, checou e disse:
– “É verdade, o senhor pode entrar com uma bagagem de mão, mas pediram que eu veja o conteúdo.”

Ouvindo isso, David abriu a valise.

O Anjo Gabriel, ao ver a mala cheia de barras de ouro, não se conteve:
– “Quem pediu para o senhor trazer material para pavimentação?”

 

One thought on “David Na Porta do Paraíso (Uma Fábula Judaica)

  • Avatar
    Marlu

    Muito boa mesmo.

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *