Marina, Quase Uma Irmã Dulce

Marina, antes de sair para mais um período de férias de 4 anos, manifestou-se assim acerca do quadro eleitoral do 2° turno:
“Não recomendo o voto em Bolsonaro, e no que diz respeito às outras alternativas, peço que cada um vote de acordo com sua consciência”.

Alguém precisa dizer para essa desorientada que não há “outras” opções, porque agora são apenas dois candidatos.

Claro que ela podia estar se referindo à possibilidade de seus correligionários votarem em branco, mas a forma como se manifestou só reforça sua imagem de uma espécie de “Irmã Dulce que não deu certo”.

Vá em paz, Marina. Nos veremos em 2022.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *