O Conselho do Rabino ao Judeu Piedoso (e Complicado)

Um judeu piedoso foi conversar com seu Rabino e disse:
– “Rabino, minha mulher não me deixa viver, me ofende, me maltrata, me humilha”.
O Rabino respondeu:
– “Peça o divórcio”.
E o homem respondeu:
– “Rabino, como eu vou me divorciar se eu gosto dela?”
O Rabino:
– “Então não se divorcie!”
Ao cabo de uma semana o judeu voltou ao Rabino:
– “Rabino, não posso mais viver com ela: não quer que eu estude, me insulta, me faz passar vergonha na frente dos meus amigos”.
E o Rabino sentenciou:
– “Eu já te disse para se divorciar”.
E o homem, visivelmente atribulado, questionou:
– “Rabino, como eu posso me divorciar? O que eu vou dizer aos meus amigos e à minha família?”
O religioso respondeu:
– “Nesse caso, não se divorcie…”
O homem foi embora, mas depois de mais algumas semanas apareceu na sala do Rabino com a mesma conversa:
– “Rabino, minha mulher não quer preparar o peixe para o Shabat, não quer ter um filho comigo, não sei como posso viver assim…”
O Rabino, demonstrando estar no limite da paciência, voltou a sugerir que se divorciasse, mas o judeu repetiu a cena:
– “Rabino, como eu posso me divorciar? E os meus pais, o que vão dizer? Eu não posso envergonhá-los com meu divórcio!”
Foi o que bastou para o Rabino dar um conselho diferente:
– “Converta-se ao catolicismo!”
Nesse momento o homem ficou lívido de espanto e falou:
– “Rabino, o senhor me conhece e sabe que sou um judeu piedoso e que cumpro com todos os preceitos de nossa lei religiosa. Porque o senhor acha que devo me converter?
E o Rabino encerrou:
– “Porque aí você irá encher o saco do Padre”.

2 thoughts on “O Conselho do Rabino ao Judeu Piedoso (e Complicado)

  • Avatar
    lupercio

    muito boa essa. gostaria de saber se vc. tem o enterro do rabino em vídeo? É extraordinário e eu perdi o meu.

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *