O Porre de Manny Shloser

Manny Shloser avisou a mulher Ruth que depois do trabalho ia sair com os colegas. Conhecendo o próprio marido e os amigos dele, Ruth pediu para que não exagerasse na bebida e voltasse cedo.

Mas, como aconteceu em todas as outras vezes, ele fez exatamente ao contrário.

Manny chegou em casa as 2h da madrugada e, bêbado como estava, ficou preocupado em não acordar a esposa. Tirou os sapatos e pé ante pé foi em direção às escadas que levavam ao quarto.

Mas, tonto, ele calculou mal um dos passos e para não cair teve que se segurar agarrando o corrimão. Assim mesmo seu corpo balançou e ele aterrissou pesada e dolorosamente sobre a própria bunda, quebrando duas pequenas garrafas de uísque que levava nos bolsos traseiros.

De alguma forma Manny conseguiu não gritar de dor. Gemendo baixinho e só pensando nos danos, levantou e lentamente foi mancando até o espelho do corredor. Ele puxou a camisa, baixou a calça e a cueca e viu, chocado, que as duas nádegas estavam muito cortadas e sangrando em vários lugares.

Então ele lembrou do estojo de primeiros socorros. Abriu o armário do corredor, separou a caixa de band-aids e voltou ao espelho. Ali foi abrindo os curativos e colocando um em cada lugar onde via sangue.

Quando terminou ele escondeu a caixa vazia e foi cambaleando até a cama, onde se jogou.

Já de manhã ele acordou, tonto da ressaca e com a bunda doendo. A primeira coisa que viu foi a mulher olhando para ele. Ao ver que ele havia acordado, Ruth falou:
– “Você estava bêbado ontem a noite, não estava?”

Simulando indignação, Manny respondeu:
– “Claro que não! Porque você está dizendo uma coisa tão horrível?”

E Ruth respondeu:
– “Bom, pode ​​ser pela porta da frente que foi deixada aberta a noite toda; pode ser pelos cacos de vidro nas das escadas; pode ser pelas gotas de sangue espalhadas pela casa; pode ser até pelos teus olhos injetados de sangue. Mas, na verdade, é pelos band-aids colados no espelho do corredor.”

One thought on “O Porre de Manny Shloser

  • Avatar
    silvestre

    Grande Manny. Descobriu a cura pela imagem. Não é pouca coisa.

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *