Os Sócios Judeus e a Rifa do Burro

Dois judeus que moravam num Shtetel da Rússia (aldeia onde viviam os judeus na Europa Oriental), compraram um burro de um agricultor por 100 rublos.

O camponês russo ficou de entregar o burro no dia seguinte, mas logo cedo procurou um dos homens e disse:
“Sinto muito, Sr. Rivkin, mas tenho más notícias: o burro morreu”.

Seu companheiro Zilberman respondeu:
“Tudo bem, só nos devolva o que pagamos”.
“Não tenho como fazer isso, já gastei o dinheiro” – falou o granjeiro.

Os dois patrícios pediram ao vendedor que lhes dessem um minuto enquanto discutiam a situação entre eles mesmos.

Depois de uma breve conversa um deles disse:
“Bom, então vamos levar o burro morto”.

O homem, surpreso, respondeu:
“Vocês estão loucos? O que vão fazer com um burro morto?

Rivkin disse:
“Vamos fazer uma rifa”.
-“Não se pode rifar um burro morto” – falou o vendedor. 

Zilberman disse calmamente:
“Claro que sim. Não vamos dizer que o burro está morto.”

O agricultor sacudiu a cabeça sem entender, mas como havia cobrado pelo burro, entregou o cadáver no mesmo dia.

Um mês mais tarde o camponês se encontrou com os dois e perguntou:
“O que vocês fizeram com o burro morto?”

Eles responderam:
“Fizemos um sorteio. Vendemos 500 bilhetes a 2 rublos cada. Recuperamos os 100 rublos que demos para você e tivemos um lucro de 898 rublos”.

O granjeiro perguntou
“E ninguém se queixou?”

Rivkin disse:
“Só o sujeito que ganhou. Devolvemos os 2 rublos dele e ficou tudo certo”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *