Pílulas de Humor Judaico (8)

Combinando o enterro
Lentamente e sem esconder a tristeza, Michael Cohen entrou na Secretaria da Sinagoga:
“Rabino Samuel, vim tratar do enterro da minha esposa”.
“Espere, não pode ser, eu lembro que fizemos o enterro da tua esposa há dois anos”.
“Era minha primeira esposa, estou aqui por causa da segunda”.
“Segunda esposa? Parabéns, eu não sabia que você tinha casado de novo!”

Conselho do Rabino
Moishe foi conversar com o Rabino:
“Minha mulher acabou de ter uma menina e eu queria uma orientação sua”. 
– “Parabéns”.
– “Obrigado. Nós podemos dar para ela o nome de um parente?”
– “De acordo com o costume judaico, só podemos dar para ela o nome de uma pessoa da família já falecida, como a mãe, quando ela morre de parto, a avó, uma tia, uma irmã, etc”.
– “Mas elas estão todas vivas”.
– “Puxa, lamento muito saber disso”.

O convertido
Martin Lewis converteu-se ao catolicismo e foi ordenado Padre. Quando foi rezar a primeira missa, muitas autoridades eclesiásticas foram assistir. No final do sermão, o Cardeal foi cumprimentá-lo:
“Padre Lewis, o senhor foi muito bem, quase perfeito. Mas na próxima vez, não comece falando “Caríssimos goym”. (*)

(*) “Goym”  (plural de “goy”) é a palavra usada para referir-se ao gentios, ou não-judeus.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *